sábado, abril 21, 2007

"de noite pra quem você é uma luz embaixo da porta?"

o sol me acordou, me tocando no ombro e avisando que o dia há muito havia começado. o corpo pesando mais que o normal, reflexo dos excessos. qual excesso é mais leve? qual memória pode ser reconfortante? qual dia desfaz a noite em mil pássaros? ou em água? ou em cabelos? ou só o mesmo lençol quente de muitos sóis e não de corpos...

Um comentário:

Cecília disse...

conheço essa sensação...